27
Nov 09

 

A seguinte "entrevista" foi realizada no âmbito da actividade lançada pela Profª.Margarida Almeida no contexto da aula de Seminário. Trata-se de um exercício que visa consciencializar os alunos de MCMM face ao peso do seu trabalho na vertente da investigação social.

 

Entrevistada: Cristina Teixeira ( http://pizan.blogs.ua.sapo.pt )

Tema de investigação da entrevista: Aplicações web 2.0 ao serviço da telessaúde

 

De que forma enquadras a tua investigação no actual paradigma da web social?

O grande desafio do meu projecto é reformular uma aplicação já existente para que esta se ajuste ao tipo de comunicação inerente à WebSocial. É necessário fundir as necessidades de comunicação da Web com as funcionalidades já contempladas na aplicação sobre a qual vou trabalhar.

 

De que forma a tua investigação poderá contribuir para alterações de atitudes e comportamentos?

No âmbito da minha presente investigação, no contexto da telessaúde e mais especificamente teleconsulta, prevejo alterações de atitude/comportamento nos profissionais de saúde. Pretendo facilitar especialmente a comunicação/interacção entre médicos no momento de teleconsulta, bem como agilizar o acesso ao histórico clínico do paciente em análise, aproveitando as semelhanças de históricos clínicos entre pacientes para inferir sobre novos casos.

 

A tua investigação centra-se numa lógica de valorização do indivíduo ou de uma organização?

Trata-se de uma situação intermédia, dado que estão em jogo intervenientes individuais e organizacionais. Do ponto de vista do indivíduo, há que considerar as necessidades do técnico de saúde e ainda as necessidades do paciente clínico; do ponto de vista organizacional, a empresa para a qual esta investigação será desenvolvida terá um papel preponderante nas decisões inerentes à implementação do protótipo.

 

A tua investigação explora uma lógica entusiasta ou uma lógica crítica?

Tendo em conta alguns documentos previamente analisados para constituição do estado da arte, compreendo que existe uma postura crítica e até de alguma reserva no que respeita ao potencial da telessaúde e telemedicina. No entanto o que se pretende explorar com esta investigação é a possibilidade de comprovar os benefícios da utilização da tecnologia em consultas clínicas no contexto da Web 2.0, numa postura assumidamente entusiasta.

 

De que forma a tua investigação actua na interdependência tecnologia-sociedade?

Dado que o meu papel nesta investigação consiste em ajustar a tecnologia às necessidades dos profissionais de saúde, contemplando soluções tecnológicas totalmente transparentes para os utilizadores do serviço/aplicação, considero que actuo directamente neste binómio. É eminente potenciar o contexto social de uma teleconsulta através da utilização de tecnologias de comunicação (no contexto da Web 2.0).

 


mais sobre mim
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
28

29
30


arquivos
2009

pesquisar blog
 
blogs SAPO